A Verdade vence o estresse

Há alguns anos, em um curto período de tempo minha mãe faleceu nos Estados Unidos, empacotei seus pertences, esvaziei sua casa para vendê-la, voltei para o Brasil, empacotei os meus pertences em minha própria casa, onde morava havia 15 anos, mudei-me para uma nova e ajudei minha família a se ajustar à nova morada e arredores. Apesar de ter desempenhado todas as tarefas com disposição e boa vontade, frequentemente me sentia sobrecarregada, cansada e triste com o falecimento de minha mãe.

Certo dia, quando estava no trabalho, comecei a me sentir muito mal: com náuseas, dores no peito e nas costas e tinha de fazer um grande esforço para me mover. De acordo com comentários que ouvira anteriormente, parecia que eu estava tendo um ataque do coração.

Como estudo a Ciência Cristã desde criança, já havia vivenciado inúmeras curas ao me volver incondicionalmente a Deus em busca de ajuda. Eu sabia que orar era a coisa segura, inteligente e eficaz a fazer. Na volta para casa, orei em voz alta durante todo o caminho. Não estava pedindo a Deus que consertasse um corpo com defeito, mas estava tirando do pensamento o medo, para que pudesse compreender que eu nunca havia sido governada por um corpo material, mas por Deus, que é inteiramente bom e infinito, a única Vida que posso refletir. Ele é o único Criador e tudo o que Ele criou é bom. Ative-me a estes pensamentos:

  • Deus é perfeito, bom e enche todo o espaço. Como criação da Vida divina, eu reflito a perfeição de Deus e só posso estar repleta do bem.
  • Embora pareça o contrário, eu não dependo da matéria para viver, uma vez que os filhos de Deus não são materiais, mas espirituais. Porque sou a imagem da Vida divina, sou capaz de refletir ou vivenciar somente a perfeição da Vida, que não inclui dor nem desarmonia.
  • Eu estou sempre alerta, pois reflito a Mente divina, onipresente e onipotente. Deus é minha Mente. Por isso, tenho o direito, dado por Deus, à constante clareza de pensamento, e nada pode tirar esse direito de mim ou de qualquer outra pessoa.
  • O cuidado alerta e constante e a bondade de Deus enchem todo o espaço, por isso, nunca posso deixar de estar alerta.
  • Nunca estou sozinha. O Amor divino cuida de mim como mãe, onde quer que eu esteja, independentemente do que pareça estar acontecendo comigo.
  • Meus motivos para fazer todas as coisas que precisara fazer havia pouco tempo foram para abençoar minha família. Assim, era impossível que eu sofresse algum dano. O que abençoa um, abençoa todos. Ninguém é deixado de fora.
  • Não existe nenhum ponto onde Deus não esteja. Por isso, o estresse e a tensão não têm domínio.

Quando cheguei em casa, liguei para uma Praticista da Ciência Cristã e lhe pedi que orasse por mim. Em seguida, liguei para meu marido e lhe pedi que viesse para casa (felizmente, naquele dia ele estava a apenas dez minutos de casa).

Fui para a cama, mas, quando meu marido chegou, eu me sentia como se estivesse desfalecendo. Com muito carinho, ele me consolou e cuidou de mim. Eu sabia que ele também estava orando para mim.

Continuei a orar a fim de aceitar somente aquilo que era espiritualmente verdadeiro sobre mim. Ative-me àquilo que Deus sabia a meu respeito, sem me ater ao quadro contrário que meu corpo apresentava. Como resultado, a dor, as brumas do medo e as ideias falsas sobre a vida, as quais pareciam tão avassaladoras, foram desaparecendo. Consegui descansar bem naquela noite.

No dia seguinte, sentía-me bem e pronta para trabalhar. Mas, meu chefe insistiu para que eu tirasse o dia de folga. Então, tive a sexta-feira, o sábado e o domingo para continuar a orar e a afirmar o que era verdadeiro sobre mim por ser uma criação de Deus.

Voltei ao trabalho na segunda-feira. Meu chefe pediu que eu medisse a pressão e fizesse um checkup. (Esse é um procedimento padrão em um ambiente de trabalho, mas sei que ele estava muito interessado em saber os resultados). O resultado do exame mostrou que eu estava saudável e normal. Tudo estava bem e agora todos estavam certos disso.

Embora me sentisse perfeitamente bem e estivesse fisicamente tão ativa como antes, eu tinha uma preocupação latente de que talvez esse problema pudesse voltar, portanto, continuei a orar com a praticista a fim de chegar à base do problema: a crença de que a vida seja temporária e frágil, injusta ou dependente de fatores fora do controle de Deus. Comecei a ver mais claramente que o bem não estava disponível apenas para um espaço limitado de tempo, uma vez que o bem não é fragmentário. Ele não começa nem para, nem é dependente da matéria. Nem eu nem qualquer outra pessoa poderíamos perder a Vida. Esse pensamento me ajudou a vencer o sentimento de pesar pelo falecimento de minha mãe e me ajudou a sentir paz.

O medo desapareceu e eu continuo a desfrutar de uma vida movimentada e ativa. Isso aconteceu em 2007 e os sintomas nunca mais retornaram.

Lark Meadows D’Auria, Vinhedo, SP, Brasil

Fonte:http://www.arautocienciacrista.com/arauto/articles/arauto-0313a.jhtml

 Acesso em 31/03/2013
Anúncios

Sobre cienciacristabrasil

A Ciência Cristã ou Christian Science foi descoberta por Mary Baker Eddy em 1866, nas proximidades de Boston, MA, EUA. Baseia-se na vida, palavras e obras de Jesus Cristo. Ela é um movimento religioso global. Está aberta a todos no livro: CIÊNCIA E SAÚDE COM A CHAVE DAS ESCRITURAS, de autoria de Eddy.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s